29 dezembro 2010

Mahou Shoujo Lyrical Nanoha The Movie 1st



Nanoha sempre foi um anime que eu assisti e gostei, mas nunca me marcou muito. Na verdade a terceira temporada eu meio que ignorei e a primeira eu achei legal, porém a segunda é a que eu verei novamente e novamente sem nenhum problema.




Mas ai veio o primeiro filme, meio que, pra recontar como tudo começou e como a Nanoha e a Fate se conheceram mas será que ele foi bom?

A resposta é sim! Um grande e sonoro sim!!

Pra quem não conhece a história por trás da série, ela pode ser resumida assim: Menina encontra bichinho que fala e ele ensina ela a ficar pelada durante a transformação e ela ganha uma arma que fala inglês porém a menininha não sabe inglês mas misteriosamente consegue entender tudo o que a arma fala.





... armas que falam são tão Tales of Destiny... mas seguindo!

Nanoha é a menininha normal que um dia encontra esse bicho, que na verdade é um garoto e ele pede pra ela que ajude-o a recuperar umas jóias que estão espalhadas ao redor do mundo (mundo = Japão). A Nanoha que é uma garotinha super aventureira topa, lógico quem não toparia? E a partir daí ela começa a lutar contra uns monstros..... até que..... Fate aparece! A loli loira com a maior bunda dos animes, sério, de verdade, eu nunca tinha reparado o quanto os caras desenham a bunda da Fate grande (grande proporcional a idade, tamanho e japão).

Bem, a partir daí que o bicho pega nesse filme. A tensão yuri-sexual entre as duas começa a crescer da mesma forma que o Godzilla destrói Tokyo, é nesse ritmo violento e arrasador. Chega a ser engraçado a Nanoha querendo dar todo o amor que existe dentro dela e a Fate tendo que fingir um pouco de resistência e falta de interesse. Afinal, ela é loira, loli e tem bunda grande. Além dela ter a Arf, que é um bicho igual o Yuuno, a diferença é que a Nanoha tem uma fuinha, que vira um garoto de 10-12 anos. A Fate tem um cachorro/lobo/mistura que vira uma gostosa de peitos grandes que adora pegar a cara dela (Fate) e enfiar no meio dos peitos dela (Arf) enquanto "consola" a pobre loli.




Voltando ao filme. Depois de muitas brigas e explosões. Alguns personagens aparecem, mas eles não fazem a menor diferença no anime, desde o Chrono, até a mãe dele que parece ter 18 anos e a mãe da Fate. Que aqui eu tenho que dar os parabéns ao estúdio por finalmente terem conseguido fazer uma personagem que é mãe, pareça que tem a idade de uma mãe e não ter 18 anos e parecerem quase mais jovens que os próprios filhos (a família toda da Nanoha sofre desse pequeno problema, e olha que eles tem 3 filhos e ainda assim os pais parecem que tem no máximo 20 anos. Não quero imaginar com que idade eles começaram...).




No fim tudo da certo, o bem vence, as pessoas recuperam as pedrinhas mágicas, o mal perde........................ mas!.......... Nanoha x Fate, a cena final pra quem acha que eu peguei pesado falando de yuri com duas garotas menores de idade, prova que eu estou certo. Aquela cena me deu medo, porque a tensão entre as duas vai crescendo de tal forma que eu não ia duvidar em nada se elas se dessem um beijo apaixonado antes de acabar o filme. Eu fiquei muito nervoso.

Resumidamente o filme é foda, ver a Nanoha gritando várias vezes "Divine Busterrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr" sempre me arrepia. A Fate é foda! E quem não viu a primeira temporada (ou Nanoha em geral) eu recomendo muito o filme.

Um comentário:

Anônimo disse...

E vamos esperar ansiosamente pelo segundo movie, já em produção. Para quem gostou do movie recomendo muito o mangá que o antecede (quase como um prólogo), disponível em um mangafox perto de você. E para quem quiser mais e mais, tem os outros mangás da série, os sound stages (em japonês) e os jogos para psp. Uma franquia saudável e feliz.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails