02 abril 2010

Mundo MOE


Eu sei que já existem alguns pequenos artigos que falam sobre isso e provavelmente por pessoas que entendem ou sabem muito mais do assunto do que eu, mas acho que não custa sempre reforçar o que já foi dito e era algo que eu já havia considerado em escrever a alguns dias, sem contar que é uma ótima maneira de começar o mês novo com um post suficientemente grande (ou assim eu espero) e que vai poder manter as pessoas lendo por mais de 5 minutos enquanto eu termino a minha semana de provas na faculdade, que por sinal vai de louca a pior mas tudo bem.

A princípio eu não pretendo ir muitos anos atrás e fazer comparações com animes da década de 80 e vou tentar citar pouco também a década de 90 e me focar mais nas coisas atuais, ou seja, algo que venha mais ou menos de 2000 até os dias de hoje.


Eu sinceramente não consigo entender qual é a finalidade de existirem tantos animes que apelam para o fator moe hoje em dia, todo e qualquer anime tem que ter aquela personagem absurdamente fofa e que coincidentemente acaba sendo também a mais estabanada, parece que se alguém quiser que o seu mangá vire um anime em alguns meses é preciso que tenha pelo menos esses dois pré-requisitos como base.


Foi algo que aconteceu e muito quando teve o boom do Suzumiya Haruhi, todo anime, que estava no horário nobre, tinha que ter obrigatoriamente uma silent-type (que teria TAMBÉM, que soar muito parecida com a Chihara Minori) e uma peituda semi-estabanada que seria bolinada ou bolinaria a personagem principal.

E diversos animes seguiram essa fórmula e deu certo, certo até demais e com isso todo e qualquer anime que se seguiu pelos próximos anos era quase igual ao Suzumiya Haruhi só que com paletas de cores diferentes. Agora parece que voltamos a estaca da cópia, só que a bola da vez é o K-ON!, com todos os animes que querem vender muito merchandise estão quero imitar bizarramente o estilo de personagens e o modo como são as outras personagens, o que aconteceu exatamente com o Sora no Woto e o ainda no papel Chinka, do Danny Choo... chega a ser absurda tamanha as semelhanças.

Com isso eu fico me perguntando como será daqui pra frente nos próximos 2 ou 3 anos, eu sei que continuaram a sair animes que fogem desse padrão e que todo o público mais velho acaba gostando, como Bakemonogatari, kurenai, Durarara e outros, mas até que ponto eles irão sobreviver e até quando os criadores vão querer investir em algo que não é certeza de popularidade, e sem contar que até quando existirão emissoras e estúdios dispostos a bancar algo fora da zona de segurança?


Não estou dizendo que animes como K-On!, Haruhi, Sora no Woto, Zero no Tsukaima, Baka Test e outros são ruins, eles são bons e são divertidos de se assistir mas quando você vê que mais de 50% das novas séries serão compostas de animes com esse tipo de temática, dá um baita desânimo de sequer começar a assistir alguma delas, mesmo que no fim elas sejam séries divertidas como foi o próprio K-On!

Mas o futuro parece bom, e é o futuro desse exato momento, essa temporada mesmo que irá começar agora já parece bem mais interessante do que a de vários anos atrás. A quantidade de animes que parecem ser mais sérios aumentou bastante e todas as histórias parecem no mínimo que valem a pena se dar uma pequena olhada. Claro que pode ser que na hora tudo vá por água a baixo e mesmo sendo séries que pareciam promissoras, elas erraram por serem extremamente mal produzidas ou pela história não conseguir manter as pessoas interessadas em continuar vendo os próximos episódios.

Eu gostaria também de saber a opinião de vocês, saber se vocês preferem os animes desse tipo mais light com comédia e personagens mais simples e bobas, algo que é pra ver realmente pra se relaxar depois de um dia chato, ou aquelas séries que acabam fazendo você ler e prestar tanta atenção que se você assistir quando se está com a cabeça cheia de problemas acaba não prestando atenção direito e ai no fim do episódio está se perguntando para aonde foram os seus 20 minutos de vida e que certamente agora vai começar a achar que a série que você está assistindo é horrível porque você não entende absolutamente nada do que se passa nela.

No fim eu seri que esse tipo de série sempre vai estar presente, com mais ou menos intensidade, assim como as séries mais adultas e com o clima mais dark e também os shows de fanservice, que por sinal estão se aproximando cada vez mais dos hentais e a única coisa que impede eles de serem H é a falta do membro masculino aparecendo pra lá e pra cá, é praticamente nudez gratuita e infinita e eu não sei se isso é para fazer com que o pessoal desenhe mais ou menos material H das personagens, e você parando pra pensar esse artigo também serviria totalmente para os animes com fanservice exagerada de atualmente, só trocando os animes e citações de moe por peitos pulando na tela.

Agora resta saber se o outro planeta irá continuar a investir em coisas que estão ficando cada vez mais saturadas, pelo menos pra mim, mas que são certeza de vender loucamente (e eu nem devia continuar a frase já que isso é uma afirmação) ou eles vão ver se reduzem lenta e gradativamente esse tipo de anime pra fazer com que o público sinta falta e que depois eles voltem a encher a audiência com personagens totalmente fofinhas e cheias de amor pra dar.

4 comentários:

gyabbo disse...

É uma questão de ondas, sempre haverá algo que estará por cima e será copiado em excesso, como foram os filmes com temática aquática depois de Procurando Nemo, só pra citar algo fora dos animes.

Quanto ao meu gosto, tirando ecchis, eu gosto de balancear. Consigo tirar prazer tanto de séries como Kimi ni Todoke quanto um Dragon Ball Kai. Por ser bastante eclético, portanto que a série seja boa no que se pretende fazer, está bom.

Gyabbo!

tablis disse...

se tem algo q aprendi sobre o japao é q sempre vai ter um puto pra inventar algo q "ainda nao existe" que vai virar hit e depois vem tudo meio parecido ate surgir outra coisa inovadora...qm diria q de monstrinhos passariamos pra garotas moe, so pra citar algo assim , meio por cima


qnto ao gosto.... vejo tanto os idiotas qnto os serios... essa ultiam temporada foi fraca mesmo so deu pra aproveitar baka to tes, e durarara (sora no woto só a noel kannagi XD)...axo que eu tenho um botao de humor, mudo ele de acordo com o q vou assistir ^^

Hidekee disse...

Como vc e os outros que postaram antes disseram, émeio que onda. Tudo tem moda. Hollywood mesmo tem suas "tendências", aquilo que vai atrás de algo que fez sucesso e vão repetir a fórmula até que ela se desgaste. Como animes no Japão são parte de um negócio lucrativo, claro que sempre vão ter as produtoras que não vão arriscar em algo fora da fórmula mágica de venda e aquelas que tem maior capacidade ou simplesmente mais coragem de arriscar.

É nessas que mudam do "padrão da tendência" que tem mais chances de quebrar a onda e fazer um até uma nova surgir.

Como Durarara e Baccano são complexos para serem montados, creio que esse seja o motivo de não vermos cópias deles por aí. Sempre vão copiar algo que faça sucesso.

E eu pessoalmente adoro variar. Gosto de ver animes sérios, bem "pipoca", que vejo sem compromisso, posso parar e ir pegar algo para comer ou mesmo responder um amigo no msn e depois voltar a ver. Mas tem aqueles que me prendem pela tensão e pelo clima mais sério. Mas esses requer mais tempo, preciso de uma certa atenção e portanto não é sempre que vou acompanhá-los tão facilmente. Para mim tem espaço par auma grande variedade de animes e esilos.

Ah sim, em breve, pelo "sucesso" de Hetalia, teremos vários animes com episódios pequenos de 5 min e nos moldes de Hetalia, anote o que digo huahauhuahuahua...

Pepe le peu disse...

o fator moe é um fator usado obviamente com valor no mercado, pois o publico jovem é mais facilmente atingido com a questão da sexualidade, então uma personagem moe com peitos saltando é mais facilmente vendido, pois a maioria dos otakus são jovens, e voce pode não gostar, mas a verdade é que no mundo de hoje o que rege É o dinheiro, se não o mundo não teria os problemas que tem...

Quanto ao suzumiya haruhi, sim ele apela para varias coisas puramente comerciais, eu estou ja a alguns meses sem conseguir ver animes, mas outros que voce citou tambem devem estar nesse estado, mas isso é o que vende, o que o publico gosta, voce mesmo citou que suzumiya era seu anime favorito, até começar a parte do agosto infinito e que voce desistiu de ver... não sei se voce viu até o fim, mas deveria, a parte deles fazendo o filme é epico

em suma, eles produzem o que vende, é vendido o que nós gostamos, entao eles produzem o que nós gostamos

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails