17 dezembro 2006

Ei! Você está do lado errado...certo?


Eu já venho pensando sobre o assunto já tem algum tempo, e eu sempre fico inspirado antes de dormir e quando eu acordo eu obviamente já esqueci tudo o que eu havia pensado antes de apagar no sono. Mas pelo título do post o pessoal já deve fazer uma boa idéia do que se trata.

Todo mundo sabe que eu sou fã de manga e blábláblá e sempre que sobra um dinheiro e eu consigo me animar a ir comprar eu compro pelo menos umas 5 edições. Mas isso não tem nada a ver com o que eu queria falar. Todo mundo já parou uma vez para ler aqueles avisos que tem no fim de cada manga sobre como se deve ler e que ali é o lado errado e tudo mais. Muito bem, acho que é totalmente válido o aviso, mas acho que ter isso em todas as edições é ruim, se eles querem que o povo comece a entender que manga não se lê dessa forma, que ponham esse aviso somente na primeira edição, outra coisa que poderia ajudar muito na minha opinião, é esse negócio de capas idênticas na frente e no verso, hoje em dia alguns mangas já não tem mais isso, por alguns entenda-se o Dragon Ball Ed. Definitiva (pelo menos é o único que eu me lembro), acho que ajudaria muito a pessoa a já saber de que lado começa a leitura e isso aos poucos poderia ir fazendo o povo entender que manga e comics se lêem de maneira diferente.

Sei que muita gente vai vir com sete pedras, três bazukas, dois lighsabers e um canhão positrônico pra me matar por eu falar assim, dizendo que tem muita criança que compra edição aleatória e não consegue ler e por isso que eles colocam o aviso, e eu entendo perfeitamente, mas como eu disse, se pudessem pelo menos colocar uma capa só e a arte original do verso (que é sempre descartada) já seria um ótimo começo, podendo até deixar o aviso sobre como se deve ler.

No fundo eu sei que para que tudo isso que eu falei ocorra vai demorar muito eu acho, mas eu acho que eu não sou o único a pensar dessa maneira, os fãs mais hardcore hão de concordar. Tomara que aos poucos as editoras mudem esse negócio de capas iguais e tudo mais. E olha que eu nem falei nada das edições cortadas, já que isso parece não ter jeito, claro que eu preferiria que o manga só saísse bimestralmente e que fosse o volume inteiro do que todo mês pela metade, mas isso é assunto pra outro post (não mesmo).


Edit: God, eu preciso comecar a fazer mais sentido nos meus textos, cada linha de texto minha parece um tornado de besteiras, hora de ir à um curso de escrita ou algo do tipo pra ver se eu fico "menas ruim." Então desculpa pelas milhares de frases e texto sem sentido algum.

7 comentários:

Arashi disse...

legal seu post, e não achei mal escrito não, tbm já parei pra pensar nisso e é um saco ver aquela ultima folhinha (no caso da JBC) com aquela mao de "pare" XD acho q eles deviam deixar mais proximo do original com relação a capa, uma frente e verso distintos.
bom, te mais!

Rodrigo Mazzoni disse...

quit drugs man!





LOL!


hmm.. o aviso não me incomoda ~.~
Mas a parada da capa é foda mesmo, podiam mudar isto.

Rodrigo Mazzoni disse...

biba, deu pra mudar o topo do blog, quando tu entrar no canal eu te explico como.

~.~

Deathy disse...

@Arashi, que bem que eu não sou o único a pensar assim.

@Rodrigo, a capa é sem comentários, antes eles colocassem como uma págia só pra ver o desenho. =/

Anônimo disse...

Concordo com você em relação às capas, e em relação à página do "Pare!". Mas Uzumaki e Sanctuary, se não me engano, já não têm o "Pare!". É saudável continuar assim.

Mas...
Na verdade nunca me incomodou o fato de ler os mangas "americanized" da Viz e da Dark Horse (eles espelhavam as páginas).
Tudo bem, com isso, acabava que quem tinha um tapa-olho no olho esquerdo misteriosamente ficava com o tapa-olho no lado direito do rosto. Personagens destros passavam a ser cahnotos, e vice-versa.
Mas, ainda assim, acho que é um sacrifício aceitável, para podermos ler do jeito ocidental. Os mangas são desenhados da direita para a esquerda porque é assim que os japoneses escrevem, e não por um capricho artístico.

Portanto, "espelhar" as páginas para mim não constitui uma intervenção ofensiva na arte original (porque o sentido de leitura é decorrente do sentido de leitura obrigatório japonês e não de uma "manifestação artística única" dos desenhistas de manga). Fazer essa inversão horizontal para mim é apenas o paralelo gráfico de quando se traduz o texto do manga: uma "tradução visual".

Eu preferiria continuar lendo os "american-eyes-ed" da Viz e da DH, mas até elas já começaram a deixar os mangas no sentido original... Lasquei-me.
Abraços e perdoem-me por falar de uma coisa completamente diferente do assunto :P

Anônimo disse...

Lógico que o anônimo é sempre o mesmo cara.
HOKUTO! HOKUTO!! HOKUTOOOO!!!!!

Deathy disse...

@Gabriel, ler espelhado não é nada demais, claro que perdia um pouco da "mística" orienal, mas como você mesmo disse hoje em dia a maioria das editoras lá deixam os mangas no formato de leitura oriental e em alguns casos (não especificamente nos EUA) as editoras já estão fazendo o mesmo esquema dos originais, com a capa com somente o logo da editora atrás e uma sobre-capa (é isso mesmo?) de um papel mais resistente (não é bem a palavra mas tudo bem) igual os originais.

A única coisa que eu ainda acho estranho são as edições mais antigas de mangas transformadas em formato quadrinho, na época que eu via eu nem ligava e nem sabia como era o formato, mas hoje em dia é estranho ver isso. Mas óbvio que eu leio o que vier pela frente. xP

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails